Quinta-feira, 13 de Março de 2008
III - Caracterização dos valores naturais (continuação)
3.3- Valores biológicos
3.3.1- Habitats
Dos vinte e sete habitats naturas registados, salienta-se a presença de cinco habitats prioritários: charcos temporários mediterrânicos, charnecas húmidas atlânticas meridionais, formações herbáceas de Nardus turfeiras de cobertura e florestas aluviais residuais.
3.3.2– Fauna e flora
" class="ljvideo"> 
Uma pequena amostra dos valores naturais da Serra da Estrela – Flora e Fauna. De referir que o cão Serra da Estrela e as ovelhas de raça bordaleira são aspectos sócio-culturais da região.
Flora
A vegetação da Serra da Estrela varia com a altitude, o declive e a exposição geográfica. Grosso modo, reparte-se por três andares altitudinais: basal, intermédio e superior.
No andar basal, a vegetação natural era originalmente formada principalmente por bosques, dominados pelo:
  • sobreiro (Quercus suber),
  • a azinheira (Quercus rotundifolia),
  • o carvalho-alvarinho (Quercus robur),
  • o freixo (Fraxinus angustifolia)
e nos vales, ao longo dos rios,
  • galerias de amieiros (Alnus glutinosa)
  • azereiros (prunus lusitanica).
Devido ao corte, ao fogo e ao pastoreio nos bosques, actualmente encontram-se:
  • pequenas áreas de matagal e vastas áreas de matos rasteiros,
  • urzais e giestais.
Com origem na actividade humana (pastoreio, fenagem e rega) ocorrem:
  • prados semi-naturais, em solos relativamente ricos em nutrientes.
 
O andar intermédio era originalmente dominado por bosques de:
  • carvalho-negral (Quercus pyrenaica),
  • azinheira (Quercus rotundifolia),
  • vidoeiro (Betula celtiberica),
  • teixo(Taxus baccata),
  • azevinho (llex aquifolium)
  • freixo de folhas estreitas (Fraxinus angustifolia).
Devido principalmente aos incêndios e às actividades agrícolas e silvo-pastoris, actualmente encontram-se:
·        urzais e giestais,
·        prados pioneios
·        formaçoes de feto-comum (Pteridium aquilinum).
No andar superior formavam a vegetação natural:
·        os zimbrais-rasteiros
·        caldoneiras
Os fogos e o pastoreio estival produzem ainda etapas de degradação. Actualmente por entre rochedos, em profundos covões, o solo de turfa acolhe espécies vegetais, próprias das zonas frias, como:
  • o cervum(Nardus stricta) que serve de alimento ao gado.
  • as plantas aromáticas e medicinais do Parque Natural da Serra da Estrela
  • a argençana-dos-pastores (Gentiana lutea),
  • a tramazeira (Sorbus aucuparia),
  • o hipericão (Hypericum perforatum),
  • o zimbro (Juniperus communis),
  • o marroio (Marrubium vulgare)
  • o óregão (Origanum virens).
 Fauna
A Serra da Estrela alberga cerca de 40 espécies de mamíferos, 10 espécies de aves, 30 espécies de répteis e anfíbios 8 tipos de peixes e numerosas espécies de invertebrados. Já lá vão os tempos em que o lobo (Canis lupus) era frequente.
Actualmente temos por cá:
  • o javali (Sus scrofa), encontrando-se esta espécie em expansão.
  • A lagartixa-de-montanha (Lacerta monticola monticula) encontra aqui o seu único habitat no continente português.
  • a geneta (Genetta genetta)
  • o coelho-bravo-europeu (Oryctolagus cuniculus).
Associados às linhas de água, encontram-se vários mamíferos como
  • a topeira-de-água (Galemys pyrenaicus)
·        a lontra (Lutra lutra)
Na herpetofauna
  • o lagarto-de-água (Lacerta schreiberi)
  • a salamandra-lusitâica (Chioglossa lusitanica) – esta última com estatuto de conservação de “ameaçado”.
Na avifauna destacam-se:
·        o pisco-de-peito-azul (Luscinia svecica cyanecula),
·        a gralha-de-bico-vermelho (Pyrrhocorax pyrrhocorax),
·        a cegonha-preta (Ciconia nigra),
·        a águia-de-asa-redonda (Buteo buteo),
·        o milhafre-preto (Milvus migrans),
·        o taracanhão- caçador (Circus pygargus)
·        o falcão-peregrino (Falcus peregrinus), entre muitas outras espécies.
 
3.33 - Paisagem
As características ecológicas e paisagísticas dão especificidade à Serra da Estrela. É afirmada por todo este conjunto de valores que se mostraram anteriormente.
Folheto informativo: Percursos Comboio e Natureza; Serra da Estrela: Sobre carris para a montanha. Edição: CP – Comboios de Portugal e LPN- Liga para a Protecção da Natureza; Dezembro 2006
 


publicado por mentesemaccao às 23:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre nós
.Que horas são?
.Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Já passaram por aqui...
.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.Objectivos do 3º Período
.Seia Verdinha
Image Hosting by Picoodle.com Image Hosting by Picoodle.com Image Hosting by Picoodle.com Image Hosting by Picoodle.com
.links
.mais sobre nós
blogs SAPO
.subscrever feeds